Imprimir esta página
Fundunesp completa 33 anos de atuação

Fundunesp completa 33 anos de atuação

Por Neto del Hoyo 

 

Fundada em 2 de abril de 1987, a Fundunesp completa 33 anos de atividade nesta quinta-feira (02/04/2020).

Criada como fundação de apoio da Unesp durante a gestão do professor Jorge Nagle, por mais de três décadas vem mobilizando, dentro de suas possibilidades, recursos humanos e materiais para auxiliar a Universidade a cumprir seus objetivos, sejam eles dentro do ensino, da pesquisa, extensão universitária, prestação de serviços à comunidade e inovação científica e tecnológica.

“A Fundação nasceu há 33 anos com a finalidade de auxiliar a Unesp promovendo a interação efetiva entre universidade e sociedade, ou seja, atuando como um elo entre o meio acadêmico e os cidadãos. Nesse contexto, ela nasce com três pilares em sua missão, que são apoiar o ensino, a pesquisa e a extensão universitária. Ao longo dos anos, com as transformações da sociedade, surge naturalmente a necessidade de ampliar esse conceito, o que originou na inserção do incentivo à inovação tecnológica e científica”, explica o presidente da Fundunesp, professor Edson Luiz Furtado.

“Além da gestão de contratos e convênios com entidades privadas e públicas, a Fundação, com recursos próprios também financia projetos, patrocina eventos e projetos, como é o caso da Universidade Aberta à Terceira Idade (Unati), que fechou o último ano atendendo mais de 4 mil idosos nos câmpus da Unesp”, completa o presidente que está no cargo desde 2017.

“É uma honra e uma grande responsabilidade estar na presidência da Fundunesp. Espero, junto com a nossa equipe,  promover ainda mais essa interação entre a nossa universidade e a sociedade da melhor maneira possível, pois é para isso que estamos aqui.”

 

ATUAÇÃO

Atualmente a Fundunesp gerencia mais de cem projetos em oito áreas (Ciências Agrárias, Ciências Biológicas, Ciências da Saúde, Ciências Exatas e da Terra, Ciências Sociais Aplicadas, Educação, Engenharias e Multidisciplinar). Dentre os parceiros estão empresas como Petrobras, Basf, Syngenta, Embraer e Gerdal, além de centros educacionais como a Universidade de Glasgow, na Escócia, além da própria Unesp e do governo do Estado de São Paulo.

“No caso dos projetos de pesquisa, temos as mais variadas linhas de atuação. Essa é uma questão que merece incentivo e destaque, pois é através da pesquisa científica que vamos encontrar novos caminhos, soluções e alternativas, seja qual for a área e tema proposto”, frisa o professor Furtado.

Além dos projetos, a Fundunesp tem ao menos cinco cursos de capacitação abertos, mas que por conta da necessidade do distanciamento social devido ao novo coronavírus, estão suspensos.

“Outro papel importante da Fundunesp é a gestão de algumas atividades de destaque da Unesp, como a própria Unati, que está presente em quase todos os câmpus da Universidade, da TV e da Rádio Unesp, ambas em Bauru, onde também está o IPmet (Instituto de Pesquisas Meteorológicas) e a AUIN (Agência UNESP de Inovação), que também temos a gerência administrativa e financeira. São braços da Unesp que levam o conhecimento gerado dentro da sala de aula para a população, para a sociedade, através de serviços. É uma honra também poder participar desse processo e garantir que essa prestação de serviço seja feita com excelência”, destaca.

 

MAIS SOBRE A FUNDAÇÃO

Fundunesp é uma fundação de Direito Privado sem fins lucrativos, conforme instituído nos termos do art. 44, inciso III, do Código Civil. Sendo regida por seu Estatuto e Regimento Interno, possui autonomia administrativa, financeira e patrimonial.

É reconhecida de Utilidade Pública federal (Portaria do Ministério da Justiça nº 540 de 18/04/2006); estadual (Decreto nº 50.651, de 30/03/2006); e municipal (Decreto nº 47.349, de 05/06/2006). Também é cadastrada pelo Governo do Estado de São Paulo como entidade da sociedade civil (CRCE 0375/2012).

Desde sua criação, a Fundunesp funciona em casarão situado na Avenida Rio Branco, 1.210, no centro da capital paulista e antigo bairro dos Barões do Café. O prédio foi a residência oficial do governador, tendo à sua frente o Palácio dos Campos Elíseos, antiga sede do Governo Estadual.

 

TODOS OS PRESIDENTES

Nilo Odália – 10 de junho de 1987 a 09 de junho de 1989

Jorge Nagle – 10 de junho de 1989 a 10 de junho de 1991

Amilton Ferreira - 21 de junho de 1993 a 16 de janeiro de 2001 (de 11 de junho de 1991 a 20 de junho de 1993 como presidente interino)

Vagner José Oliva – 17 de janeiro de 2001 a 26 de janeiro de 2004

Eder Ricardo Biazolla - 26 de janeiro de 2004 a 14 de janeiro de 2005

Luiz Antonio Vane - 15 de janeiro de 2005 a 14 de janeiro de 2013

Edivaldo Domingues Velini – 15 de janeiro de 2013 a 16 de janeiro de 2017

Edson Luiz Furtado – Desde 17 de janeiro  de 2017

Visto 404 vezes Última modificação em Quarta, 22 Julho 2020 13:43